Primeira reunião de negociação do ACT sem grandes avanços

Categoria espera o reconhecimento da direção da Cerej com avanços no Acordo

0
4

O Sinergia se reuniu com a direção da Cerej em 22 de abril para a primeira rodada de negociação do Acordo Coletivo 2024/2025. De acordo com Carlos Alberto de Souza, dirigente do sindicato, “a primeira rodada foi ‘tranquila’ pois, apesar de pontos de vistas divergentes, conseguimos manter a cordialidade indispensável numa negociação”. Causou surpresa aos representantes sindicais a informação que a Diretoria não havia se reunido para tratar da negociação do ACT, tendo em vista que o Sinergia entregou a pauta de reinvindicações no dia 04/04/2024. Carlos explica que “nessa primeira reunião conseguimos renovação de determinadas cláusulas menos polêmicas, mas que ainda exigem atenção da categoria, já que os pontos mais aguardados pelos trabalhadores ainda não tiveram resposta definitiva pela empresa”. 

Entre as cláusulas renovadas, o Sinergia destaca Pagamento dos Salários, Comprovante de Pagamento, Auxílio Maternidade/Paternidade e todas as cláusulas entre 16 a 44 e 46 a 51. Sobre a Correção Salarial, a proposta inicial da empresa foi de correção pelo IPCA mais 1% de ganho real. As cláusulas Benefício Alimentação, Gratificação de Férias, Convênio Médico e Terceirização voltam para debate na próxima reunião, após avaliação interna. Algumas cláusulas afirmou querer retirar do Acordo e serão objeto de novas discussões, como a do Cheque sem Fundo e Conferência de Caixa. Por fim, a cláusula Auxílio Creche foi renovada, mas a empresa vai sugerir nova redação na próxima rodada, e a cláusula Fornecimento Gratuito de Refeições terá nova proposta de redação, nos seguintes termos para o parágrafo único: “Para casos de jornada prorrogada ou durante plantão, será reembolsado a despesa com alimentação no valor limitado ao valor do vale refeição vigente, para período de trabalho igual ou maior que 2 horas extras, e será pago no vale refeição/ alimentação no mês subsequente, e mediante apresentação do comprovante de despesa. ‘Caso não haja comprovante de despesa, mediante autorização do chefe imediato, de acordo com ordem de serviço’”. 

A próxima rodada está pendente de data. Tendo em vista que a Direção da Cerej só se reunirá para tratar do ACT em 3 de maio, o Sinergia encaminhou e-mail para a Cerej em 24 de abril solicitando a prorrogação da vigência do ACT para 31 de maio. Infelizmente, até 30 de abril a empresa não havia respondido esse e-mail e muito menos apresentado data para a próxima reunião com o Sinergia. Essa situação só leva a crer que a empresa não está priorizando sua atenção no maior patrimônio de qualquer empresa, ou seja, seus trabalhadores e trabalhadoras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui