Simples assim…

Categoria afirma que ações de Diretor de Distribuição têm semelhanças com personagens da história de Pinóquio

0
4

A administração da Celesc segue a trilha dos contos de fadas e histórias infantis: de Alice no País das Maravilhas à peixinha Dory em Procurando Nemo, passando por Pinóquio, o boneco de madeira cujo nariz crescia ao contar uma mentira, tudo muito simples assim

No ambiente corporativo, comparar personagens icônicos muitas vezes revela verdades DESCONFORTÁVEIS. No caso do Diretor de Distribuição da Celesc, a figura de Pinóquio se torna relevante ao examinarmos as promessas feitas durante a candidatura para a Diretoria Comercial e seu comportamento atual. Em um passado recente, o Diretor visitou diversas localidades, prometendo mudanças positivas e comprometendo-se com a valorização dos celesquianos e a manutenção da Celesc como empresa pública. Seu lema “simples assim” ecoava em cada discurso, assegurando uma gestão com ações fortes e efetivas. Porém, após assumir a Diretoria de Distribuição por indicação de políticos e tendo em suas mãos o maior orçamento da Celesc, as promessas parecem ter sido deixadas de lado e os compromissos feitos com os trabalhadores e a manutenção da Celesc Pública foram esquecidos. A realidade contrasta com o discurso recente. Os celesquianos, que depositaram sua confiança e esperança nas palavras do Diretor, estão desapontados e se sentem desvalorizados. Atualmente, parece que há mais ênfase nos interesses individuais do que no bem-estar coletivo e na missão da Celesc como patrimônio da sociedade catarinense. O Diretor de Distribuição, ao longo de sua jornada marcada por promessas não cumpridas e compromissos esquecidos, lembra diversos personagens icônicos da história de Pinóquio, cada um representando diferentes facetas desse percurso.

Gepeto e Suas Promessas Ilusórias: assim como Gepeto prometeu uma vida melhor para Pinóquio ao construí-lo, o Diretor fez grandes promessas aos trabalhadores da Celesc durante a campanha para a Diretoria Comercial. No entanto, à semelhança da marionete de madeira, as promessas do Director parecem apenas ilusões passageiras. 

Grilo Falante e a Consciência Ignorada: como o Grilo Falante, que representa a consciência de Pinóquio, muitos alertaram o Diretor sobre a importância de cumprir suas palavras e compromissos. Contudo, tal qual o personagem mencionado, o Diretor parece ignorar esses avisos e se perder em seus interesses.

O Gato e a Raposa e as Falsas Promessas: à medida que o Diretor se distancia das promessas, passa a se assemelhar à dupla traiçoeira do Gato e da Raposa, que enganaram Pinóquio com falsas esperanças de riqueza e renome. As promessas vazias do Diretor enganaram os trabalhadores, deixando-os desiludidos e desvalorizados da mesma forma, com pautas importantes em que o Diretor se sentiu DESCONFORTÁVEL em votar favorável por recurso que atenderia aos celesquianos.

O Monstro do Mar e as Consequências da Distorção da Verdade: em última análise, o Diretor enfrenta as repercussões de suas ações, assim como Pinóquio encarou o Monstro do Mar por causa de suas mentiras e falsidades. O ato de prometer e não cumprir compromissos tem um custo, e o Diretor está diante desse mar turbulento de desconfiança e insatisfação.

Nesse cenário, a narrativa de Pinóquio serve como um espelho para ponderar sobre a importância das promessas feitas. O Diretor de Distribuição, juntamente com os demais Diretores da casa, encaram o obstáculo de restaurar suas reputações, reconquistar a confiança dos trabalhadores e reafirmar o compromisso com os valores que a Celesc representa para a sociedade catarinense.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui